Imperador dos Camarões
Header seção

Cozinha espanhola com regionalismo

Maikel Brumatti trouxe da Espanha o gosto pelos frutos do
mar. Ostras, lulas, camarões e pescados de vários tipos são a base de boa parte
do pratos que ele cria para o restaurante, mas apesar da influência, o chef diz
que gosta de valorizar ingredientes regionais, e incluí-los nas receitas.

“É como uma adaptação, que no caso de Maceió, dá muito
certo, porque temos frutos do mar em abundância e variedade, e também
castanhas-do-pará, castanhas-de-caju, macaxeira, batata-doce. Gosto de valorizar
os produtos da época, até para deixar os pratos mais democráticos, agradaveis
a todos os gostos. Se você exagera na criação, ou elabora um cardápio muito
distante da realidade dos clientes, fica difícil dar certo, pois acaba
assustando”, avalia.


No menu do Imperador dos Camarões, suas criações são na maioria
pratos executivos que mudam a cada dois meses. A exceção fica por conta do
pescado com crosta de amêndoas e risoto cremoso, e salada do príncipe (mix de
folhas com filé de siri e mangas laminadas); um sucesso que já entrou para o
cardápio ixo do restaurante.

Entre as novidades para o próximo bimestre estão a chapa de
frutos do mar, servida na grelha de pedra sabão, e o arroz de polvo com
camarão. O prato é servido em uma panelinha charmosa, e chega à mesa com o
tempero na medida certa.

Outra inovação são dois pratos à base de carne de cordeiro,
para os comensais que buscam fugir dos tradicionais frutos do mar. Maikel diz
que a combinação do cardápio é a soma da sua experiência na cozinha espanhola
com a de seu pai no universo dos carnívoros, apostando em pratos de filé
mignon, picanha e agora o cordeiro.

Fonte: O Jornal